quinta-feira, 26 de março de 2015

Dificuldades

Quem guarda mágoa ou rancor, em qualquer situação, está em desequilíbrio. 
A virtude está em quem aceita as dificuldades, suporta os desentendimentos, tolera as incompreensões, perdoa as desconsiderações, releva os maus tratamentos e permanece firme nas tarefas profissionais, apesar de todas as contrariedades existentes fazendo parte na escola da vida;   aprender educar-se e aperfeiçoar-se para chegar a liderança. 
O profissional desgostoso pelos conflitos naturais da luta; é doente do coração. 
Aceite as dificuldades como lições, os atritos como teste de resistência no ideal, as discussões como treinamento de entendimento maior, as exigências como oportunidade para obedecer em silêncio as humilhações como testemunho de 
humildade verdadeira, 
as críticas como indicações de auto—análise, a serenidade para as nossas deficiências 
como chance para reforma comportamental com maior lucidez.

Fátima Myrrha
PedagPsicoBioTerapeuta

domingo, 22 de março de 2015

Boa noite de sonhos, parágrafo ter Uma semana com Grandes Projetos ......

O renomado estrategista Jim Rojn Diz: "Se rápido Você comeca a trabalhar Há em SUAS METAS, SUAS METAS começam a trabalhar Há em Você se rápido Você comeca a trabalhar Há em Seu Projeto, Seu Projeto comeca a trabalhar Há em Você QUALQUÉR Que seja uma Coisa boa Que construímos.. , Ela sempre acaba POR nsa Construir ". Resumimos ENTÃO: Nossas Ações São direcionadas Pela Força do Nosso Pensamento. POR Mais Simples OU SEJA Sofisticada Que, Nasceu Primeiro não Pensamento humano. E uma prova Maior Que Tudo Fazer TEM UM Pensar antes. QUANDO Alguém resolve Construir, o Pensar Já cria como condições SENTIDO Neste, É Tudo Que Escuta, LE, or that Encontra Neste SENTIDO Chama a Atenção, é Isso Dá uma sensação de Que Tudo ESTÁ Dando Certo.
Na Verdade O Que ESTÁ Dando Certo E o Seu Pensar, O Pensamento Encontre Ressonância em Tudo Ao Seu Redor.

Myrrha Fátima
PedagPsicoBioTerapeuta

terça-feira, 10 de março de 2015


Os resultados positivos de uma boa massagem são conhecidos desde antes da passagem de Jesus pela Terra. Consta na história que Hipócrates (460 a 377 a.C.) já fazia uso de técnicas de massagem em seus tratamentos.
Os benefícios da massagem vão muito além do relaxamento e já é cientificamente comprovado que, durante a massagem, há o aumento da dopamina, que é um neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e, em contrapartida, o cortisol, hormônio liberado pelo organismo em momentos de estresse, sofre uma redução considerável, por isso a sensação de relaxamento e bem-estar após uma sessão de massagem.
Porém, os benefícios de uma boa massagem não terminam por aí. A sensação de bem-estar que nos referimos acima é apenas a sensação mais imediata e perceptível da massagem.
Esta sensação prazerosa de relaxamento que se sente após uma boa sessão de massagem é algo com que nosso corpo e nossa mente não estão acostumados a vivenciar.
O corpo com a musculatura inflada pelo aumento do fluxo sanguíneo, nos vasos intramusculares, fica relaxado, com os músculos totalmente distensionados, e esta nova condição do corpo muscular e sistema circulatório irá progressivamente promover alterações benéficas no corpo físico pelos dois ou três dias seguintes à sessão de massagem.
O corpo energético, por sua vez, também torna-se mais harmonizado após uma boa massagem. Esta prática promove a desobstrução dos canais de circulação de energia do corpo energético, o que no momento seguinte à sessão de massagem, dará a sensação de leveza e paz interior, e nos dois a três dias subsequentes promoverá um realinhamento dos corpos energéticos o que não só prolongará a sensação de bem-estar como também reforçará o sistema de defesa do organismo.
Para fazer uma boa massagem é importante preparar o ambiente, criar um espaço com pouca luz, música ambiente bem suave e uma aromatização agradável.
Feito isso, coloque a pessoa deitada em "decúbito ventral" (de barriga para baixo), em uma superfície não muito macia, coloque os pés dela descansando sobre uma almofada e com os joelhos ligeiramente flexionados.
Uma massagem completa e bem relaxante deve começar pelos pés. Nos pés, estão representadas todas as partes do corpo através de terminações nervosas, que ao serem estimuladas com a massagem, irão promover nos órgão correspondentes um processo de revitalização e equilíbrio.
Assim, quando for dar continuidade ao trabalho, massageando as demais áreas do corpo, elas já terão sido previamente preparadas, estando, portanto, mais receptivas às manobras de massagem.
Pronto, é hora de começar:
Para melhor organizar sua sequência de trabalho, padronize sempre começar a massagem pelo mesmo pé. Exemplo: começar sempre pelo pé esquerdo.
Então, com a pessoa deitada de barriga para baixo, com os pés apoiados sobre uma almofada, coloque-se de frente para a planta (sola) dos pés dela.
Com um algodão embebecido em uma loção anticéptica, passe suavemente na planta de ambos os pés, fazendo uma agradável assepsia. Em seguida esparrame uma fina camada, de creme hidratante próprio para massagem, deslizando com a palma das mãos na sola do pé esquerdo.
Continuando esses mesmos movimentos, vá gradativamente aumentando a pressão na planta e no peito do pé ao mesmo tempo. Faça isso por aproximadamente dois minutos. Com o polegar da mão direita execute movimentos circulares na parte posterior do "dedão" e com o indicador apoiando sobre a unha do mesmo "dedão", ao mesmo tempo faça o mesmo movimento com a mão esquerda no "dedinho" do mesmo pé. Repita os mesmos movimentos com as duas mãos nos dedos centrais.
Deslize ambos os polegares para a planta dos pés com os demais dedos dando apoio no peito do pé. Inicie movimentos semicirculares com o polegar esquerdo partindo do meio do pé para a lateral esquerda do pé e o polegar direito partindo do meio do pé até a lateral direita do pé. Comece esse movimento bem próximo dos dedos e repita-o sequencialmente até próximo ao calcanhar por aproximadamente dois minutos.
Com os dois polegares juntos, faça deslizamentos da parte interna do pé até a parte externa.
Em seguida apoie o peito do pé com a mão esquerda e com a mão direita fechada deslize-a com acentuada pressão das falanges proximais (primeira parte dos dedos a partir do centro da mão). Repita essa manobra por quatro ou cinco vezes.
Junte as duas mãos e cruze os dedos, distancie as palmas deixando os dedos cruzados e envolva o calcanhar no meio das mãos, deslize-as suavemente pela lateral do calcanhar até os maléolos (ossinhos saltados acima dos calcanhares). Repita esse movimento em vai e vem por cinco vezes.
Continuando com as mãos pressionando lateralmente os calcanhares faça pressão com os polegares na base do calcanhar em movimento semicirculares.
Envolva a parte externa do calcanhar com a mão esquerda e com a palma da mão direita pressione fortemente a base do calcanhar girando o pulso para direita e para a esquerda. Para finalizar estenda a mão esquerda sobre a planta do esquerdo e balance suavemente o pé.
Repita no o todos os movimentos na mesma sequência invertendo a posição das mãos.
Com certeza o "seu cliente" já está bem mais relaxado.
Esta é apenas uma das muitas sequências possíveis, com apenas algumas das muitas manobras possíveis de trabalhar os pés.
Imagine poder trabalhar todo o corpo das pessoas com uma grande variação de manobras adequadas para cada região do corpo.
Importante ressaltar que existem quadros de saúde para os quais a massagem é contra-indicada:
Infecção guda;
- Ossos (osteomielite);
- Articulações (artrite séptica);
- Dermatites;
- Neoplasia (formação tecido novo, tumores) e ou tuberculose;
- Presença de corpos estranhos no local;
- Doenças dos vasos sanguíneos;
- Varizes avançadas;
- Tromboflebite (inflamação de uma veia com obstrução por ucoágulo sanguíneo);
Inflamação aguda intensa.

Fátima Myrrha
PedagPiscoBioTerapeuta

segunda-feira, 9 de março de 2015

quinta-feira, 5 de março de 2015